quinta-feira, 19 de junho de 2014

O você que você quer ser


Hoje parei para pensar em você, não você exatamente, mas em quem você será!
Resolvi criar esquemas e metas de vida pra você traçar, quem sabe assim você conquiste tudo o que quer, não é? Talvez você até siga algumas coisas a risca do seu cotidiano por causa desse seu medo bobo de tentar coisas novas, aliás quando você vai perde-lo? Essa seria uma boa meta.
Você sempre imaginou que fazer listas era uma coisa legal, mas nunca conseguiu cumprir sequer um item dela, sempre se preocupou demais com o que os outros vão pensar. Estive pensando você merece uma nova vida e talvez possa criar uma! Que tal começar esquecendo o que eu disse antes, e viver a vida como ela é, e não como "deve ser"?
Você merece quebrar a cara também e isso talvez não seja tão ruim, talvez você mereça terminar o seu namoro, que você sabe que não vai te levar a nada, desisti do cursinho que não tem nada a ver com você, corta seu cabelo na nuca, porque você sempre teve vontade... E finalmente assim você viverá! Viver uma vida desregrada e livre, que te transborde de si, te faça rir mais do que apenas sorrir e te faça ser você que você sempre quis ser.

quarta-feira, 7 de maio de 2014

Produtos não tiram certas manchas


Uma das maiores causas das frustrações é esperar demais. Todos nós sabemos que temos que confiar em nós mesmos e receber o que nos dão sem cobranças, mas por que isso é tão difícil?
Um bom exemplo disso é quando estamos apaixonados, não esperamos nada menos do que a felicidade plena, acreditamos veementemente que tudo tem que dar certo o tempo todo e se isso não acontece nos decepcionamos. Bem, talvez isso não seja muito justo com a outra pessoa, quando abrimos o coração pra outros amores é coerente que estejamos juntos pra curtir, aproveitar aquele momento... Fácil né?! E quem disse que conseguimos por em prática isso também?!
O amor não é simples, não acredito nisso e nunca foi para mim e para muitas pessoas que conheço, e sei que algumas pessoas discordam disso, mas como pode ser simples algo que envolve duas pessoas, duas personalidades, dois mundos opostos e passados que nem com uma cova bem funda ficam lá enterradinhos?
Os novos amores ás vezes vem com tantas outras coisas velhas, entulhos empoeirados no fundo de um coração que por mais que você queira limpar toda essa bagunça não consegue tirar aquelas manchinhas que ficaram lá, parece tarde demais...
E por mais que se queira permanecer algo diz que você precisa ir, que ali naquele coração não tem espaço pra você. E saímos mais uma vez com nossos corações cada vez mais empoeirados e por mais que alguns sempre chegam para limpar, sempre fica uma manchinha.




terça-feira, 22 de janeiro de 2013

Música: Marron 5 de clipe novo



Quem aí ama Maroon 5? o/
Ás vezes fico indecisa se meu amor é maior pelo som dos caras, ou o lindo do Adam Levine, enfim... Além de lançarem um vídeo da canção Daylight - adoroo!-   só com os fãs, eles divulgaram uma outra versão da música que mistura cenas dos shows da banda com performances de vários artistas de rua. Esse novo vídeo faz parte de um projeto super legal, o  Playing for Change, uma fundação que arrecada fundos para construir escolas ao redor do mundo. Isso me faz ficar mais apaixonada pelo Adam Lelindo.

Curti bastante o clipe, olha aí:





segunda-feira, 21 de janeiro de 2013

Sem medo de viver



O que você pensa sobre a vida e o que ela tem pra te oferecer?
Pare e pense em tudo de mais importante que aconteceu em sua vida... E aí?! A vida que você vive é a vida que sonha viver? Muitos fatores já me levaram a parar e avaliar o que eu estou fazendo e o que me leva a fazer tais coisas, ás vezes eu tenho uma explicação e outras vezes eu não sei explicar, as histórias mais legais da minha vida geralmente eu não sei explicar. As coisas que nos fazem mais felizes acontecem sem percebermos, uma surpresa, e é o que torna tudo mais gostoso.
Bom, eu estou falando isso porque eu tenho um defeito que me incomoda muito, eu sou medrosa - não é medo de escuro, filmes, bichos e etc - tenho medo de me arriscar, medo do novo, do que estar por vir, imagina quantas coisas legais eu já perdi por isso!!
A vida é tão imprevisível, pra que ter medo? Eu estou aprendendo que o imprevisível é o que há de mais empolgante na nossa vida, não saber o que esperar, tentar NUNCA criar expectativas... As coisas mudam o tempo todo,  e ter medo disso é uma idiotice.
Ás vezes é bom sair com um carinha, sem esperar um compromisso, viajar sozinha e só fazer o que quiser, estudar alguma coisa que realmente goste sem pensar no dinheiro. Parar de "pensar" um pouco pode ser a melhor coisa que você pode fazer por você mesma.
Viver e correr os riscos que a vida traz consigo é a melhor forma de se sentir livre.



quinta-feira, 11 de outubro de 2012

Amarello Amor

Assim que vi esse vídeo, minha reação foi de deslumbramento. Eu senti algo verdadeiro nessas palavras, que para mim, parecem ter sido escritas naqueles momentos super íntimos, feitas para nos inspirar:



O que existe além do que ja foi dito sobre o amor?
Toda minha vida pautada em amores que tive ou gostaria de ter
Falando sobre os que tive, também não tenho muito que dizer.
Amei e fui muito bem amada.
Mas foi um amor, um único amor, que veio cruzou minha vida, tocou minha alma e ficou marcado em minha pele.
Todos nos carregamos com nós uma história.
Aquela que só nos atrevemos a lembrar, quando d

urante a noite no escuro, encostamos nossas cabeças no travesseiro e o silêncio cala fundo.
Não importam os anos, certas coisas simplesmente permanecem.
Mas então, numa quinta-feira a tarde de um ano qualquer, tropeçamos nesse amor já supostamente esquecido.
Percebemos que amor igual não há e que aquela pessoa continua e continuará a ser nossa referência afetiva mais sincera e profunda.
Não é doença nem obsessão. Aliás não e nada, só amor. Amor dos bons, daqueles que são únicos e maravilhosos, que acontecem poucas vezes na vida das pessoas. Daqueles amores que ficam e que teremos que conviver com ele como algo concreto e parte de nossas vidas.
Que alma consegue atravessar a vida sem ter conhecido o amor e quem sabe, ter a sorte de ser correspondido?
Que vida vale a pena sem amor?
Nenhum sentimento é mais lindo profundo e transformador que o amor.
Só amor transcende e purifica, enlouquece e cura, invade, permanece, liberta e aprisiona.
Quando acontece é um som grave que penetra invade e permanece.
Não compliquem e nem elaborem o sentimento mais incrível e poderoso de todos.
Permitam que eles cheguem e se instale.
Porque o resto são bobagens meninos, bobagens.


quarta-feira, 27 de junho de 2012

Decoração: Penteadeiras!


Um dia desses eu estava pensando em quanta coisa mudou na minha vida, olhei para o meu quarto e vi que ele continuava o mesmo, isso me deu uma aflição doida, botei na minha cabeça que ia mudar toda a decoração dele. Sabe quando você passa anos com as mesmas paredes? Pois é! Ele não mudou comigo - que era o que deveria acontecer - e me deu uma sensação de vida meio estagnada.
Com isso, pesquisando imagens de decoração, criei uma certa obsessão por penteadeiras com carinha bem vintage... Elas são simplesmente lindas, não ocupam muito espaço, e dá outra cara para qualquer quarto mais simples.



Eu olho para elas, e logo me lembram um cenário de filme antigo, com uma mulher se perfumando, hehe. Parece deixar qualquer ambiente impecável, né?!






Curtiram? :D


domingo, 10 de junho de 2012

Torto por linhas certas!


Todo mundo sabe qual é a coisa certa a se fazer. Ela geralmente se resume a respeitar a si mesma e enxergar o óbvio. Por exemplo: viver eternamente apaixonada por um ex-ficante não dá. Se ele nunca mais apareceu, é porque não quer nada com você e o ideal é esquece-lo, certo? Certíssimo!
Mas quem diz que a gente se resolve com isso? E a esperança, aquela que não morre nem com reza brava, onde fica? E aquele milagre que amamos esperar? Isso tudo leva a uma vontade danada de não resolver nada - falta o bom-senso para tomar uma atitude certa e a coragem para fazer a coisa errada. O problema é que não resolver nada freia - faz baliza e estaciona - nossa vida. 
O errado no caso da eterna apaixonada pelo ex-ficante é ir atrás dele, se declarar e ouvir da boca do cara um fora daqueles. Ou ficar com ele mais uma vez, vê-lo sumir novamente e se sentir humilhada no último.  E então chorar, passar noites sem dormir e comer todo dia um tiramissú para se consolar de ter procurado o maldito.
Olha, sei que é meio camicase, mas acho sinceramente que, quando não conseguimos de jeito nenhum fazer a coisa certa ( e quase nunca acertamos de primeira), o melhor é fazer a errada, aquele erro total e absoluto mesmo! Só que sem a esperança de que algo vá mudar. A ideia é tentar mais uma vez com a consciência de que vai quebrar a cara. Passar um batonzão vermelho, se olhar no espelho e falar: "Vou ali me estrepar". E voltar arrasada. Mas com aquela raiva (de si mesma) que dá combustível para finalmente encontrar o rumo.
Pode parecer sádico, mas fazendo o errado a gente se resolve melhor do que não fazendo nada. Sofre tudo para depois abrir espaço para as alegrias - e não fica presa à vida morna, ao mais ou menos. Não sei vocês, mas eu prefiro - em qualquer aspecto da vida - um não cruelmente sincero ao consolo de um "talvez" infinito.


Esse texto é da editora de comportamento da revista "Gloss", Sílvia Amélia.